Abelhão

Abelhão (Bombus sp.)

  • Onde me podes ver: Steps4Life
  • Observável em: Estado selvagem
  • Maior probabilidade de observação: Todo o ano
  • Habitat:

    Os abelhões habitam uma grande variedade de habitats, incluindo bosques, campos agrícolas, pastagens, parques e jardins. A maioria nidifica ao nível do solo, mas há outras espécies que podem, por exemplo, nidificar em cavidades preexistentes de aves.

     

  • Alimentação:

    Os Bombus spp. são excelentes polinizadores, proporcionando ainda uma polinização de qualidade, que pode garantir maior produtividade e maior qualidade às plantas.
    Os abelhões operários, responsáveis pela recolha de néctar, usam partes da boca para mordiscar e furar as folhas de plantas que não estão a florir, para as estimular a abrirem mais cedo.

  • Reprodução:

    Os abelhões demonstram geralmente um comportamento solitário, no entanto, em certas épocas do ano, são sociais, podendo viver em colmeias de dez a 200 indivíduos.
    A sua estrutura social é mais simples que a da abelha-do-mel e estão divididos em três castas: rainha, obreiras e machos.
    A rainha recolhe pólen e néctar até a colónia ter um número suficiente de obreiras e ninho, momento este em que passa a ter somente a função de pôr ovos.
    As obreiras (fêmeas não reprodutoras) são responsáveis por manterem a colmeia através da recolha do pólen e néctar e da alimentação das larvas.
    Já os machos têm apenas o papel de fecundar a rainha. Nos insetos do género Bombus, as fêmeas provêm de ovos fertilizados e os machos provêm de ovos não fertilizados.

  • Estado de Conservação: Informação insuficiente
  • Curiosidades:

    O género Bombus é constituído por cerca de 250 espécies e possui uma ampla distribuição global. Em Portugal, foram identificadas apenas 16 espécies deste género que se encontram distribuídas por todo o território, mais especificamente nos sistemas montanhosos, como a Serra da Estrela, que concentram um maior número de espécies.
    Os abelhões são abelhas (Bombus sp.), muitas vezes confundidos como “macho da abelha”.
    São facilmente identificáveis pela sua grande dimensão (9 a 22 mm de comprimento), cores e por serem felpudos.

     

 

Câmara Municipal de Gaia

Rua Álvares Cabral 4400-017 Vila Nova de Gaia

Contactos

Parque Biológico de Gaia

R. Cunha, 4430-812 Avintes, Vila Nova de Gaia, Portugal

© 2018 Municipio de Gaia. Todos os Direitos Reservados. Desenvolvido por Municipio de Gaia

 

Câmara Municipal de Gaia

Rua Álvares Cabral 4400-017 Vila Nova de Gaia