Em Portugal podemos observar duas espécies de cágados autóctones.
O mais comum é o cágado-mediterrânico (Mauremys leprosa), enquanto o cágado-de-carapaça-estriada (Emys orbicularis) é já uma espécie rara, encontrando-se até em perigo de extinção.
Uma das razões para a regressão desta espécie é a competição com tartarugas exóticas (Trachemys, etc.) indevidamente libertadas em rios, lagos e albufeiras, por donos mal informados.
Com o objetivo de travar a perda de biodiversidade em 17 habitats costeiros de Portugal e Espanha, decorreu entre 2011 e 2015 o Projeto LIFE Trachemys, co-financiado pela Comissão Europeia e que envolveu várias instituições. A candidatura foi gerida pela Conselleria de Medi Ambient – Generalitat Valenciana, de Espanha, e contou com parceiros em Portugal: CIBIO-UP, RIAS Olhão e o Parque Biológico de Gaia. No total foram capturados na natureza 23 mil cágados invasores.
Cerca de 200 juvenis de cágado-de-carapaça-estriada nascidos em cativeiro foram libertados quando completaram os dois anos de idade para reforço populacional.
No âmbito deste projeto publicou-se o livro infantil “Mauro e Emília: Os nossos cágados estão em perigo. Vamos ajudá-los!”.
Atualmente mantém-se a realização, junto das escolas do Município, de ações de sensibilização para este tema com um teatro de fantoches.

 

 

Câmara Municipal de Gaia

Rua Álvares Cabral 4400-017 Vila Nova de Gaia

Contactos

Parque Biológico de Gaia

R. Cunha, 4430-681 Avintes, Vila Nova de Gaia, Portugal

© 2018 Municipio de Gaia. Todos os Direitos Reservados. Desenvolvido por Municipio de Gaia

 

Câmara Municipal de Gaia

Rua Álvares Cabral 4400-017 Vila Nova de Gaia